Sistema OCB/SESCOOP-PB promove oficina para reeducandas do sistema prisional



Um grupo formado por cerca de 20 reeducandas da Penitenciária de Recuperação Feminina Maria Júlia Maranhão, em João Pessoa, participou, na última segunda-feira (15), de uma Oficina sobre Cooperativismo. A capacitação foi realizada pelo Sistema OCB/SESCOOP-PB, em parceria com a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado da Paraíba (SEAP-PB) e a Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (ESPEP).

A ação é o primeiro passo para o que pode se tornar uma experiência inédita na Paraíba: a constituição de uma cooperativa social formada por mulheres apenadas e egressas do sistema prisional. Ministrada por meio de plataforma online pela professora Heliana Barros, a oficina apresentou às reeducandas alguns conceitos básicos do cooperativismo, seus objetivos, valores, princípios e a forma de funcionamento das cooperativas.

Ministrada pela instrutora Heliana Barros, a oficina contou com a participação do superintendente Pedro D'Albuquerque

O superintendente do Sistema OCB/SESCOOP-PB, Pedro D’Albuquerque, acompanhou a oficina e falou sobre a expectativa de constituição de uma cooperativa com este perfil, que é também uma novidade para os técnicos da entidade. “Nós fomos procurados pela ESPEP e pela SEAP para vislumbrar esta futura cooperativa e recebemos a parceria com entusiasmo por ser uma novidade para nós. Nós temos pesquisado sobre outras experiências exitosas no Pará e em São Paulo, e estamos buscando informações para nos ajudar a desenvolver este trabalho também na Paraíba”, comentou.

O secretário da Administração Penitenciária do Estado, Sérgio Fonseca, ressaltou a importância da iniciativa para a vida das reeducandas. “Nós sabemos que estas mulheres irão retornar para a sociedade e o Governo do Estado da Paraíba tem tido esse olhar de ressocialização e de reintegração social, que é a nossa principal bandeira. E tudo o que nós pudermos fazer, estabelecendo parcerias tão importantes como vem acontecendo com a Espep e agora com o Sescoop, o que estiver ao nosso alcance, nós faremos para que estas pessoas possam voltar para a sociedade e, voltando para a sociedade, possam ter uma nova vida, uma nova história”, afirmou.

Projeto Castelo de Bonecas visa promover a ressocialização das reeducandas

Também participaram da abertura da oficina a diretora da penitenciária, Cinthya Almeida; o gerente de ressocialização da SEAP PB, João Rosas; e Ivanilda Matias, superintendente da ESPEP. Além desta formação, estão previstas outras ações de orientação ao grupo de  mulheres, que fazem parte do projeto Castelo de Bonecas, criado para promover a ressocialização das participantes através da confecção de bonecas de pano e outras peças artesanais.

Cooperativas Sociais – As cooperativas sociais (antigo ramo especial) têm por objetivo cumprir uma importante função social: promover a cidadania de pessoas em situação de vulnerabilidade. São cooperativas que se dedicam à inserção no mundo do trabalho, à geração de renda e à conquista da cidadania para pessoas com deficiência, pacientes psiquiátricos, dependentes químicos, egressos do sistema prisional, pessoas em cumprimento de penas alternativas, adolescentes em idade adequada ao trabalho.


Comentários

Comentar

2925
Fale com o Sistema OCB/PB