Sescoop/PB apresenta Cooperjovem à nova gestão municipal de Pedras de Fogo



Prefeito Dr. Júnior se reuniu com a equipe do Sistema OCB/SESCOOP-PB - Foto: Joyce Ribeiro / PMPF

Há 15 anos, o cooperativismo faz parte do currículo das escolas municipais de Pedras de Fogo, através do programa Cooperjovem, desenvolvido pelo SESCOOP/PB. Só em 2019, os projetos educacionais de promoção à cultura da cooperação beneficiaram 2.239 estudantes no município. Para  retomar estas ações, que foram paralisadas em função da pandemia, o superintendente do Sistema OCB/SESCOOP-PB, Pedro D’Albuquerque e a analista Josilma Beltrão se reuniram, hoje, com o prefeito de Pedras de Fogo, Dr. Júnior, o secretário de Educação, Olimpíades Queiroz e gestores escolares.

Durante a reunião, os objetivos, a metodologia e os resultados do programa foram apresentados aos gestores municipais e escolares. O superintendente Pedro D’Albuquerque destacou o importante papel dos professores, que atuam voluntariamente na aplicação do Cooperjovem, e as oportunidades de capacitação que o programa oferece aos educadores.

“O Cooperjovem capacita os professores quanto aos valores, princípios e objetivos do cooperativismo e também propõe uma metodologia que estimula a prática da cooperação, a exemplo dos jogos cooperativos. Os professores capacitados atuam como multiplicadores nas escolas, passando este conhecimento para outros educadores e desenvolvendo projetos que ajudam a tornar o ambiente escolar mais cooperativo”, afirmou.

O prefeito dr. Júnior se mostrou entusiasmado com a proposta do Programa Cooperjovem. “O Governo de Pedras de Fogo apoia e estimula valores importantes, como trabalho voluntário, solidariedade, parceria, igualdade e cumplicidade dentro das escolas”, declarou.

 

Mudança na mentalidade e na realidade

Para o secretário Olimpíades Queiroz, o Cooperjovem é um velho conhecido. Seu primeiro contato com o programa se deu em 2007, já na condição de secretário municipal de Educação. Anos depois, teve a experiência de desenvolver o programa em sala de aula como professor. Ao longo deste período, foi testemunha dos resultados do Programa, que trouxe perspectivas de mudança na realidade dos estudantes, especialmente, na zona rural.

“A gente percebe que há uma mudança de visão da criança quando ela passa a ter um sentimento cooperativo e de partilha. E é um trabalho que vem surtir um efeito maior a longo prazo, quando esta criança se torna adulta. Nós temos exemplos de pessoas que foram alunas do Cooperjovem no início e hoje já são profissionais reconhecidos. Na zona rural, principalmente, nós percebemos que estes jovens têm uma visão diferente daquela de seus pais”, afirmou.

Ele também falou sobre a expectativa positiva da retomada das atividades do Cooperjovem, que foram paralisadas com a chegada da pandemia. “Hoje, voltando à Secretaria de Educação, temos o maior prazer de retomar este trabalho, principalmente neste momento que está sendo muito difícil para todos nós. Retomar o contato com o Cooperjovem tem gerado uma expectativa muito boa inclusive com os diretores das escolas”, concluiu.

Confira algumas imagens da reunião:

 

Foto: Joyce Ribeiro / PMPF

Com informações do portal da Prefeitura Municipal de Pedras de Fogo

 


Comentários

Comentar

7730
Fale com o Sistema OCB/PB