OCB e BNB firmam convênio que vai beneficiar cooperativas nordestinas



Mais investimentos e oportunidades para o desenvolvimento do cooperativismo nordestino. É o que se espera da parceria que foi firmada hoje entre a OCB e o Banco do Nordeste do Brasil, em Fortaleza. O acordo de cooperação técnica foi assinado pelo presidente da OCB, Márcio Lopes de Freitas, e pelo presidente do BNB, Romildo Rolim, durante solenidade que contou com a presença da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, governadores, secretários de Estados do Nordeste e presidentes das unidades estaduais da OCB na região.

O cooperativismo paraibano foi representado no evento pelo presidente do Sistema OCB/PB, André Pacelli, o superintendente Pedro D’Albuquerque e o secretário do ramo Agropecuário, Wendell Lima. A assinatura do convênio foi realizada durante o Seminário de Sensibilização sobre o SISBI-POA (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal).

Dirigentes nordestinos participaram da solenidade

O acordo estabelece apoio financeiro às cooperativas de produção agropecuária localizadas na área de atuação do Banco – nove estados do Nordeste e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo – e que desenvolvem atividades produtivas ligadas aos setores rural, industrial, agroindustrial e artesanal. E prevê atender, prioritariamente, cooperativas de produção cujas propostas estejam localizadas nos territórios do Plano AgroNordeste.

De acordo com a modalidade de financiamento, os limites variam de 70% a 100%, com taxa de juros que pode ser pré-fixada, variando de 4,97% a.a. até 5,65% a.a., para pequenos e miniprodutores, ou pós-fixada. Os prazos vão de 240 dias até 15 anos, e a carência, de 6 meses a cinco anos. A assinatura do convênio foi realizada durante o Seminário de Sensibilização sobre o SISBI-POA (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal).

Carta de intenções

Segundo o presidente nacional do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, o convênio é uma espécie de carta de intenções, que vai aproximar o Banco das cooperativas da região. “O acordo não tem valor financeiro, mas cria uma oportunidade de relacionamento muito mais intenso entre o cooperativismo e o grande agente financiador do Nordeste, que é BNB, que tem recursos abundantes a taxa de juros baratas para financiar o desenvolvimento - e que até hoje não vem servindo para o cooperativismo. Nós acreditamos que, com isso, vamos começar a abrir as portas do Banco do Nordeste para as cooperativas agrícolas, financeiras, de saúde e todos os ramos”, afirmou.

O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, afirmou que a parceria é muito importante para a instituição, reforçando a sua missão de promover o desenvolvimento regional. “O acordo que assinamos hoje com a OCB é muito importante. Já tínhamos feito uma série de reuniões prévias, antecedentes a esse acordo, aliando o papel do Banco do Nordeste ao papel da OCB. De fato, nós queremos cumprir a nossa missão de ser banco de desenvolvimento do Nordeste, atendendo a produtores individuais, como também através das cooperativas que têm muito a nos ajudar. É muito importante a OCB estar junto ao Banco do Nordeste e com certeza nós teremos grande efetividade e os resultados serão bem melhores. Quem vai ganhar é o produtor rural e as pessoas que estão no agronegócio do Nordeste”, declarou.

Com informações do jornalista Gil Oliveira e do site Somos Cooperativismo


Comentários

Comentar

1542
Fale com o Sistema OCB/PB