Pesquisadores da Paraíba têm artigo premiado no 5º EBPC



Pesquisadoras representaram a Paraíba no 5º EBPC

As pesquisadoras cooperativistas Maria de Fátima Oliveira, Irislania Barbosa dos Santos e Marília Augusta Raulino representaram a Paraíba durante o 5º Encontro Brasileiro de Pesquisadores em Cooperativismo (5º EBPC). Organizado pelo Sistema OCB, o evento reuniu mais de 100 pesquisadores esta semana, em Brasília. Entre os trabalhos paraibanos está “Abordagem sobre cooperativismo entre médicos anestesiologistas: um estudo em uma cooperativa médica”, que recebeu o prêmio de Melhor Artigo Científico no eixo “Educação e Aprendizagem”.

O trabalho premiado foi elaborado pelos seguintes autores: Maria de Fátima Oliveira dos Santos, ex-presidente da Coopanest-PB; André Pacelli Bezerra Viana, presidente do Sistema OCB/PB; além das pesquisadoras Marília Augusta Raulino Jácome e Ana Laís Oliveira dos Santos. A professora e pesquisadora Maria de Fátima Oliveira dos Santos revelou que para a elaboração do trabalho foram entrevistados 78 anestesiologistas cooperados.

“Foi uma pesquisa de campo que fizemos com todo o rigor metodológico. A área que trabalhamos foi a Educação, que é a fundamentação primária para mudar o cooperativismo. O indivíduo precisa saber porque faz parte de uma cooperativa, o que é o cooperativismo, e estes conceitos, muitas vezes, os cooperados não sabem. Eles têm uma visão mais voltada para o lucro e o cooperativismo tem uma filosofia, que é pautada em princípios”, comentou. 

A pesquisadora acredita que o trabalho pode contribuir para ampliar a compreensão dos cooperados acerca de seu papel na cooperativa. “A gente espera que o cooperado passe a entender o que é ser cooperado e aí ele vai conseguir visualizar o que a cooperativa representa para ele e o que ela pode lhe oferecer. Mas a cooperativa só vai oferecer alguma coisa quando aquele indivíduo conhece o seu papel”, afirmou ela, que é professora nas faculdades Famene e Unipê. 

Integrante do mesmo grupo que teve o trabalho premiado, a pesquisadora Marília Raulino também apresentou o trabalho "Práticas de controle interno em cooperativas de crédito" durante o 5º EBPC.

Governança cooperativa

Outro trabalho paraibano apresentado foi o artigo “Estudo do critério governança transformado em plano de ação para a Coapecal Cariri”, selecionado no eixo de Gestão e Governança. O trabalho é de autoria dos seguintes pesquisadores: Irislania Barbosa, cooperada da Copresta; Laudemiro Lopes e Janaína Santiago, cooperado e colaboradora da Coapecal Cariri, respectivamente.

Segundo Irislania Barbosa, o artigo científico é resultado do trabalho final produzido pelo grupo para o MBA Executivo em Gestão de Cooperativas, promovido pelo Sescoop/PB em parceria com o Unipê. Ela explica que para a realização da pesquisa foi feita uma revisão bibliográfica sobre o conceito de Governança e, a partir desta fundamentação teórica, foi realizado um estudo do caso da cooperativa Coapecal Cariri. 

“Nós conseguimos comparar a teoria à prática da Coapecal em relação à governança e gerar um plano de ação, que tinha metas e atividades para melhoria da gestão e da governança da cooperativa. É isto que faz a pesquisa: pegar a teoria, entender o que diz a legislação, os manuais, o que regem as boas práticas de gestão em governança, comparar com o que está sendo executado na prática e gerar um produto. O estudo é um modelo para que as próximas gestões ou as outras cooperativas tomem como base e não cometam os mesmos erros”, comentou.

 

A importância da pesquisa no Cooperativismo

A pesquisadora Maria de Fátima Oliveira ressaltou, ainda, que esta sua primeira participação no EBPC e foi uma experiência muito rica e positiva. “Foi muito importante para mim enquanto cooperada, como docente e pesquisadora participar deste evento. É importante saber que a OCB e o SESCOOP estão com essa visão de fomentar e estimular a pesquisa dentro do cooperativismo, uma área em que poucas pessoas pesquisam”, destacou.

O mesmo ponto de vista é compartilhado pela pesquisadora Irislania Barbosa. Ela elogiou a iniciativa e avaliou o evento como muito positivo para o desenvolvimento da pesquisa sobre Cooperativismo. Segundo ela, foram três dias de estudos, de troca de conhecimentos e de experiências.

“Este Encontro aproxima pesquisadores de vários estados, que insistem em fazer pesquisa voltada para o cooperativismo e que são, ainda, relativamente poucos no país. É um momento único porque este é o único evento dedicado especificamente à pesquisa em cooperativismo. Foi muito positivo. A gente sai dele [do EBPC] com uma bagagem muito grande. Renova as nossas forças para continuemos insistindo e produzindo mais pesquisa”, avaliou.

Mais pesquisas e inovação

Após participar dos debates, a professora Maria de Fátima Oliveira afirmou que volta à Paraíba com novas ideias para o desenvolvimento de projetos voltados para o cooperativismo. “Vamos transformar isto em inovação e trazer a pesquisa para dentro da OCB Paraíba”, finalizou.

Ao todo, 105 trabalhos foram apresentados durante o 5º EBPC. Educação financeira, aprimoramento nos processos gerenciais, empoderamento feminino, diversidade na comunicação, desenvolvimento territorial, estudos de casos sobre a atuação de cooperativas agropecuárias e de crédito, dentre vários outros assuntos foram discutidos ao longo da programação.

 


Comentários

Comentar

7017
Fale com o Sistema OCB/PB